#hala Madrid

2016 chegou e com ele já trouxe a primeira aventura…

Comecei este fim de semana uma “jornada temporária” profissional em Madrid que, para já, será por 2 meses, mas…

… nunca se sabe o dia de amanhã…

IMG_2065

A preparação…

Não sou mulher de fazer grandes planos nem de programar coisas com muita antecedência.

Talvez, por isso, ou por andar sempre numa correria doida, deixei a preparação das malas para a véspera da partida.

Mas véspera mesmo à noitinha! 😉

Fazer malas é sempre um terror. Mas malas de Inverno são diabólicas!

Dois casacos e um par de botas e a mala está cheia! Ia precisar de fazer magia…

Tendo em conta as limitações do voo, optei por:

  • Mala de Porão – Roupa “normal” de trabalho;
  • Mala de Mão –  Roupa de ginásio;
  • Mochila – Comida: Lanches básicos e alguns mimos de Portugal que sabia que não ia encontrar facilmente em Madrid.

Põe roupa, tira roupa…

(A mala ainda não fecha…)

Põe sapatilhas…

(A mala de mão fica cheia…)

“Aprende a selecionar “miss”!”

É tão difícil!!

Depois de algumas horas madrugada dentro, finalmente ficou tudo pronto para o dia seguinte.

IMG_2049 IMG_2050 IMG_2051 IMG_2052

IMG_2047

A partida…

Fui com a família em peso ao aeroporto.

Fomos em “excursão” para o balcão do “check-in”, onde depois de deixar a mala no tapete, fui “simpaticamente” informada que a minha bagagem tinha mais 4 kg do peso admitido, e que por isso eu teria de pagar a “módica” quantia de 60€!!!

Ainda tentei usar o meu “charminho” e explicar-lhe que vou para Madrid em trabalho, para uma temporada longa, que é Inverno, que os casacos e as botas pesam muito…

Não me valeu de nada…

Paguei e pronto!

Agora sim, posso chorar com vontade!

Dos abraços apertados dos pais e da avó e da carteira mais leve! 😉

Aeropuerto de Barajas

Barajas é gigante e tem um “reboliço” de passageiros impressionante!

Desde que saímos do avião, somos “orientados” pelas indicações do aeroporto que, mesmo antes de levantarmos a bagagem, no “obriga” a passar pelas várias lojas e Duty Free.

Ia eu muito focada em direcção à zona das malas, quando me cruzo com a loja da Victoria’s Secret!

  • O meu calcanhar de Aquiles
  • A minha perdição
  • Aquela loja a que eu não resisto

Paragem obrigatória!

IMG_2086

Entrei e fui directa à lingerie e aos cremes.

Saí toda contente e entusiasmada com o meu saquinho cor de rosa na mão, e continuei o meu caminho até à zona das malas.

IMG_2089 IMG_2090

Tanto entusiasmo desfeito em tão pouco tempo…

A passadeira 19, onde supostamente iam chegar as malas vindas do Porto não se mexia…

Não se mexia e não se mexeu mesmo!

Inexplicavelmente, não haviam malas vindas do Porto para serem levantadas!

IMG_2094

Ainda incrédula e em modo “negação”, fui procurar o balcão da Ibéria para perceber como se pode perder uma mala num voo directo Porto-Madrid.

De forma muito calma, o senhor espanhol explicou-me que como o voo vinha cheio e o avião era pequeno, tinham dado prioridade à bagagem dos passageiros que faziam escala em Madrid e seguiam para outros destinos, e que as malas de quem tinha Madrid como destino final tinham ficado no Porto…

“Como assim? Deixaram propositadamente a minha mala no Porto?”

“Depois de me obrigarem a pagar 60€ por 4kg a mais?”

“A minha mala que tem TUDO o que eu preciso lá dentro?”

Não me adiantou de nada tanta revolta…

Prometeram-me que a mala ainda vinha no voo dessa noite e que me a entregavam no dia seguinte.

Respirei fundo, e apanhei um táxi até a minha nova casa, a pensar o que ia fazer à minha vida só com uma mala cheia de roupa de ginásio, uma mochila com comida e um saquinho “cor de rosa” com “cuequinhas sexys” e cremes cheirosos… 😉

IMG_2150

Nuevo piso

Fiquei instalada numa zona habitacional de Madrid, tranquila e com boa pinta!

Descarreguei o pouco que tinha comigo e fui às compras, que ter o frigorífico vazio é algo que me causa uma enorme ansiedade! 😉

Trouxe de Portugal o básico que consegui: Marinheiras, Babybel, Despertar de Buda, Pão da Miolo e Pão Alemão de Centeio, e claro, as minhas caixinhas das marmitas e as formas de silicone que andam sempre comigo.

IMG_2098

IMG_2100

Dei duas voltas ao quarteirão até encontrar um supermercado para desenrascar as refeições do fim de semana.

Comprar noutro país implica procurar alternativas aos produtos que em Portugal pomos no carrinho já quase de olhos fechados, conhecer novas marcas e perder algum tempo a ler os rótulos…

IMG_2114 IMG_2115 IMG_2118

Comprei o básico e voltei para casa para começar a organizar a rotina 🙂

IMG_2159

A aventura Madrid ainda agora começou e já promete! 😉

Não percam amanhã, sensivelmente à mesma hora, o primeiro dia de passeio e compras em Madrid, aqui no Blog!

Hasta pronto! 🙂

@missFIT.inta

5 thoughts on “#hala Madrid

  1. Anita says:

    Em Espanha é mais difícil encontrar comida saudável a bons preços e há menos opção (podes sempre contar com o LIDL 🙂 ), há demasiada comida embalada e pré-prepararada. A grande diferença é que cá, as grandes superfícies já oferecem boas opções, de marca branca, bastante saudáveis e em conta, e aí, nem tanto, apesar do Carrefour até já começar a ter algumas coisas…. mas confesso que nunca despendi muita energia nessa procura ;-). Fico à espera das tuas descobertas!!!

    Like

    • MissFIT says:

      Olá querida.
      Passado algumas semanas até encontrei umas boas alternativas:
      HEMA, Mercadona, Supercor,…
      Quando terminar a aventura Madrid prometo um post cheio de boas sugestões de compras e alternativas mais saudáveis..
      Um beijinho

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s