#SEMANA 6

# 18 Janeiro 2019

O primeiro dia do resto das nossas vidas…
O dia em que descobrimos que estavas connosco…
Que o nosso amor tinha dado frutos, e que 2019 seria um ano ainda mais especial.

A mãe acordou cedo e entusiasmada nesse dia.
Tinha comprado o teste de gravidez no dia anterior, e era a primeira coisa que ia fazer ao acordar nessa manhã.
Não foi preciso muito tempo para confirmar as minhas desconfianças.
O teste deu, quase automaticamente, “dois tracinhos”. E apesar de eu saber, perfeitamente, o significado deles, confirmei uma dezena de vezes no papel das instruções antes de ir acordar o pai.

Voltei a entrar na cama em silêncio, com um nervosinho misturado com excitação.
Encostei-me ao pai, enchi-o de beijos e perguntei-lhe, baixinho, se já estava acordado.

“Estás acordado, meu amor? Estás mesmo acordado?”

A resposta veio com um beijo retribuído.
Eu olhei para ele, e já emocionada, disse-lhe:

“Acho que estou grávida.”

O pai abraçou-me muito. Encheu-me de beijos. E tinha um sorriso tão grande que eu sabia que estava tão feliz como eu.
Fomos confirmar o resultado do teste juntos. E não havia dúvidas: “Dois tracinhos!”.

Estávamos em Lisboa, era sexta-feira, e íamos passar esse fim de semana ao Porto.
Alterámos os planos do fim de semana, e a nossa primeira visita foi à Dr.ª Branca, que nos confirmou que íamos ser papás.
Mostrou-nos o teu espacinho na minha barriga e confirmou que já havia algo muito pequenino a viver dentro de mim.

Tinhas 6 semanas e 38mm.

A alegria foi proporcional à contenção.
Avisaram-nos que as primeiras 12 semanas são críticas, e que muita coisa pode acontecer.
Aconselharam-nos a guardar segredo sobre a tua vinda (que tarefa complicada!) e a esperar mais umas semanas antes da dar a novidade ao mundo!

Houve uma pessoa a quem a mãe não conseguiu esconder. A tua Tia Sara.
A minha “mãe modelo”, que passou por isto há muito pouco tempo, e que sabe perfeitamente aquilo que estou a sentir.
A felicidade dela foi enorme!
Foi a primeira, juntamente com o Tio Di, a oferecer-te um presente, que a mãe e o pai guardaram com muito carinho até tu chegares.

Pedem-nos para ter calma…
Pedem-nos para ser contidos…
Pedem-nos para não fazer demasiados planos…
Mas é tão difícil!

Pensamos em ti a toda a hora, nos programas dos próximos meses e de como vamos adaptar a nossa vida…
Pensamos no teu nome, no amor que temos para te dar, e em tudo de bom que nos vais trazer…

Meu amor.
Eu sei que ainda és muito pequenino. Mas tenho a certeza que já sentes como o pai e a mãe gostam de ti.
Cresce com calma, cresce devagarinho, que nós estamos à tua espera cheios de amor para te dar.

E continua a portar-te, assim, bem!
A mãe não tem muitos enjoos, não tem má disposição, só alguns momentos de mais emoção e mau feitio.

Estamos ansiosos por contar a toda a gente o motivo da nossa felicidade!
Que as próximas semanas passem rápido e sejam repletas de alegria e tranquilidade.
Um dia de cada vez, vamos preparando a tua chegada.

Um beijo enorme.
M. e P.
(Mãe e Pai)

One thought on “#SEMANA 6

Deixar uma resposta